• O Canal da Lili

Secretaria de Agricultura e Abastecimento quer aumentar produção de cooperativas de Piracicaba


itular da Sema, Nancy Thame reuniu-se com representantes da Coopimais e Coopihort - Imagem: Divulgação

Na segunda-feira (8), a secretária da Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento), Nancy Thame, reuniu-se com integrantes das cooperativas Coopimais e Coopihort, para acolher demandas e discutir possibilidades de apoio entre Poder Público e agricultores, a fim de aumentar a produção de alimentos do município.


A reunião com a Coopimais, cooperativa de produtores de milho localizada no bairro Floresta, contou com a presença do presidente Noedir Granja e do cooperado Luiz Espada. Eles explanaram sobre as oportunidades e necessidade de recursos para continuar as obras da cooperativa, iniciadas há dois anos com recurso do programa Microbacias, do Estado, que foi interrompido sem que as obras estivem concluídas. “Houve atraso na elaboração do projeto, o que aumentou o tempo para o término da construção e também o valor de contrapartida que seria pago pelos cooperados”, contou o presidente.


“Queremos unir esforços e o prefeito Luciano Almeida tem colaborado para buscar recursos para a continuidade das obras”, disse Nancy. Segundo ela, com o efetivo funcionamento da Coopimais, os cooperados poderão vender seus produtos para programas como o da Merenda Escolar e também para o Banco de Alimentos de Piracicaba, sendo direcionado para cestas básicas de famílias carentes do município.


Mais tarde, em reunião com a cooperativa Coopihort, foram feitas reivindicações pelo presidente Vanderlei Sanches e pelo diretor Antonio Castilho. Atualmente com 55 cooperados, a Coopihort está localizada no bairro Pau Queimado e tem como principal foco a produção de folhosas e legumes para a comercialização nos varejões e venda à Merenda Escolar.


A secretária Nancy Thame reforçou que está trabalhando com outras secretarias para o fortalecimento da agricultura familiar. “Piracicaba tem um grande potencial para a agricultura, com mais de 2.000 propriedades rurais, instituições riquíssimas no setor e comunidades com interesse em valorizar a economia local e a produção do próprio alimento. É possível fazer acontecer e para isso precisamos nos unir e ver onde cada um pode ajudar para fazer as ideias andarem”, disse.


Em ambas as reuniões esteve presente o engenheiro agrônomo Gustavo Ferraz de Arruda Vieira, da CDRS (Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável), que trouxe dados técnicos para a melhor organização do setor.



Posts em destaque
Postagens Recentes
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon

© 2017 by Eliana Teixeira. Proudly created with Wix.com