• O Canal da Lili

Março Lilás destaca a importância da prevenção do câncer de colo do útero


O câncer de colo do útero acometeu aproximadamente 16 mil brasileiras somente no ano de 2020 - Imagem: Pixabay

Considerado o quarto tipo de câncer mais comum entre as mulheres, o câncer de colo do útero acometeu aproximadamente 16 mil brasileiras somente no ano de 2020, levando praticamente metade delas, à morte. Por ser considerado há muitos anos como o mês da mulher, o Março Lilás tornou-se um momento propício para a campanha que alerta para as formas de prevenção e diagnóstico precoce da doença, principalmente por ser um tipo de câncer previsível.


Diversos estudos ao redor do mundo, concluíram que 13 tipos do HPV (Papilomavírus Humano) são os principais causadores do câncer de colo do útero. Embora o vírus seja combatido pelo organismo na maioria dos casos (90%), existe uma parcela de mulheres que não têm a mesma sorte e seu sistema imunológico perde essa batalha. A presença prolongada do HPV no organismo acaba causando lesões no colo do útero, que evoluem de forma maligna para o câncer. Portanto, o ideal é realizar periodicamente os exames preventivos que possam identificar a presença do vírus, antes mesmo que uma lesão seja estabelecida.


Com os avanços da medicina, um dos métodos que tem demonstrado resultados eficazes, desenvolvido por meio da testagem molecular, é a Captura Híbrida. Por ser um teste mais sensível, pois detecta o material genético (DNA) do vírus HPV, não é necessária a presença da lesão para ser detectado e pode ser realizado em mulheres a partir dos 25 anos de idade. A partir de um resultado negativo, a recomendação de novo rastreio é a partir de cinco anos.


O índice de sucesso da Captura Híbrida pode ser comprovado mundialmente. Ele permite identificar 13 tipos do HPV de alto risco oncológico. "A testagem molecular existe há mais de vinte anos e está entre os testes mais utilizados pelos médicos para rastreio genético do HPV. Até hoje, mais de 100 milhões de mulheres já foram testadas globalmente. Além disso, temos estudos clínicos que, ao serem somados, já testaram mais de 1 milhão de mulheres em todo o mundo. Dessa forma, temos uma vasta literatura científica apontando os benefícios da Captura Híbrida. Vale ressaltar que esse é um teste robusto, possui diversos controles e calibradores, o que garante um resultado confiável", aponta Paulo Gropp, vice-presidente da QIAGEN na América Latina - multinacional alemã especialista em tecnologia para diagnóstico molecular.


De acordo com o médico ginecologista livre-docente da Unisfesp (Universidade Federal de São Paulo), Sérgio Mancini Nicolau, o teste molecular é muito mais eficaz, quando comparado a outros métodos, e apresenta um custo efetivo que deve ser considerado. "Estudos demonstraram que mais de 80% das mulheres já apresentavam o HPV, após cinco anos de início da vida sexual. É uma infecção transitória em 90% dos casos, porém, naquelas que persistem, é grande a chance de desenvolver o câncer de colo do útero. A realização da Captura Híbrida em mulheres acima dos 25 anos pode trazer inúmeros benefícios para a população e para o País", declara o especialista.


Sobre a QIAGEN

A QIAGEN é uma multinacional alemã, especialista em tecnologia para diagnósticos moleculares. Com mais de 5.200 colaboradores distribuídos em 25 países, a empresa oferece um portfólio de mais de 500 produtos entre kits consumíveis, instrumentos e bioinformática, que atendem às diversas necessidades globais, desde pesquisas acadêmicas a aplicações de saúde de rotina. Informações: https://www.qiagen.com/us/




Posts em destaque
Postagens Recentes
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon

© 2017 by Eliana Teixeira. Proudly created with Wix.com