Salão de Arte Contemporânea está na Pinacoteca Miguel Dutra

O grande referencial de artistas e críticos da arte, chega a sua 50ª edição. O Salão de Arte Contemporânea (SAC) de Piracicaba abriu suas portas, no último dia 5, com 74 obras. O SAC é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur). A visitação pode ser feita até o dia 17 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, com entrada franca. Neste ano, o SAC recebeu a inscrição de 649 trabalhos, de 161 artistas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Sergipe, Amazonas e Rio Grande do Sul. Do montante, 74 obras, de 33 artistas, foram selecionadas pelo Júri de Seleção e Premiação, formado por Hugo Fortes, Andrey Zignato e Paula Almozara.

Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba abriu suas portas, no último dia 5, com 74 obras


Para o diretor da Pinacoteca, Eduardo Borges de Araújo, a cada ano, o SAC se transforma em cumprimento ao espírito que o originou, de desafiar os limites da expressão artística. “Acredito que toda essa transformação acontece, graças a uma equipe competente que trabalha incansavelmente por um salão de qualidade e de representatividade”, ressalta.

Ao todo, sete artistas foram premiados. Fernanda Izar e Antonio Palquério receberam os prêmios aquisitivos Prefeitura Municipal de Piracicaba, com as obras Amontoado I e II e Para Sempre Será, respectivamente. O artista Paulo Z, pelo conjunto de vídeos Sem Título 1, 2 e 3 e Aline Moreno, com as obras Sem Título 2 e 3, foram premiados com o Aquisitivo Câmara de Vereadores. Bruno Novaes, Matheus Souza e Clarice Cunha, levaram o Prêmio de Leitura Pública e Análise de Portifólio, com as obras Manual de Conduta do Corpo Docente 1, 2, 3, 4 e 5; Posição Monogram I e Transtornados; e Marcadores.

A comissão organizadora do 50º Salão de Arte Contemporânea é formada por Antonio Natal Gonçalves (presidente), Alexandra Jacob, Odair Jorge Demarchi, Margarete Regina Chiarella e Eduardo Borges de Araújo. Além da exposição das obras de arte, a edição conta ainda, com oficinas, leitura de trabalhos vencedores e encontro sobre arte contemporânea com os artistas Antonio Natal Gonçalves, Ermelindo Nardin e Marilú Trevisan, no próximo dia 19 de outubro, às 14 horas, na Pinacoteca Municipal.

50º Salão de Arte Contemporânea: na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, à rua Moraes Barros, 233

PARALELA - Mais de 30 obras das edições anteriores do Salão de Arte Contemporânea estão expostas, desde o último dia 5, no Museu Luiz de Queiroz. As peças foram escolhidas entre cerca de 800 obras, que compõem o acervo do Aquisitivo da Prefeitura de Piracicaba, criado nas cinco décadas de SAC. Segundo o diretor da Pinacoteca, o local escolhido para a paralela faz parte da história do salão. “A Escola de Agronomia Luiz de Queiroz (Esalq) realizou o primeiro salão de arte contemporânea de Piracicaba”, explica.

Essa exposição é uma homenagem aos artistas do cenário contemporâneo: Alex Fleming, Antonio Natal gonçalves, Bernardo Caro, Edity Derdy, Leda Caturda, Raul Porto, Vânia Mignone e muitos outros. A visitação no Museu Luiz de Queiroz pode ser feita até o dia 26 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, com entrada franca.

SERVIÇO – 50º Salão de Arte Contemporânea: na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, à rua Moraes Barros, 233, no Centro de Piracicaba. Visitação até 17 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Entrada franca. Mais informações: (19) 3433-4930.



FOTOS: Flávia Silva Perez

Posts em destaque
Postagens Recentes
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon

© 2017 by Eliana Teixeira. Proudly created with Wix.com