O rei irá te tirar de Lo-Debar

Devocional

“E disse Davi: há ainda alguém que tenha ficado da casa de Saul, para que lhe faça benevolência por amor de Jônatas?” (2 Samuel 9:1)

“E Mefibosete, filho de Jônatas, o filho de Saul, veio a Davi, e se prostrou com o rosto por terra e inclinou-se; e disse Davi: Mefibosete! E ele disse: eis aqui teu servo”. (2 Samuel 9:6) O rei irá te tirar de Lo-Debar

Escolhido pelo próprio Deus para reinar sobre o povo de Israel, Davi enfrentou e venceu inúmeras batalhas até tornar-se rei dos hebreus. A maior de suas batalhas, sem dúvida alguma, foi vencer a perseguição de Saul, um guerreiro que havia sido ungido rei pela insistência de um povo que não sabia esperar pelo tempo de Deus. E em meio as perseguições de Saul, nasce a amizade entre Davi e o filho do rei, Jônatas. Há amigos mais chegados que irmãos e, assim era, a amizade entre Davi e Jônatas. O cuidado entre um e outro superou até mesmo a morte, a destituição de um reino no mundo espiritual e no mundo físico. Mesmo após terem morrido Saul e Jônatas, Davi guardou em seu coração o amor e a gratidão ao amigo querido. Somente esse aspecto de Davi já valeria um devocional: a importância da gratidão a um amigo! Mas o que o Espírito Santo me conduz hoje, de uma maneira especial, é para falar do esquecido Mefibosete, o filho de Jônatas.

Mefibosete tinha linhagem real, estava sendo preparado para assumir seu papel de príncipe e essa seria a ordem natural das coisas, caso não houvesse uma ordem espiritual que o fez órfão ainda na infância. Como se ainda fosse pouco ficar órfão, perder a linhagem real, Mefibosete havia ficado aleijado de ambos os pés. Cresceu, viveu anos distante das condições que o pai, Jônatas, provavelmente tinha desejado dar ao filho. Mas Davi fazia direito e justiça a todo o seu povo e, um dia mandou chamar de Lo-Debar o filho de seu grande amigo. E quando Mefibosete foi lembrado pelo rei, todas as terras que pertenceram a Saul e a Jônatas, foram restituídas a ele, que ainda teve como direito, todos os dias, a comer à mesa do rei. Assim age Deus, na minha e na sua vida: ainda que estejamos na terra do esquecimento, em Lo-Debar, um belo dia, o Senhor manda alguém nos buscar. Com certeza, os anos de escassez, tristezas, humilhações e até mesmo de incertezas, devem ter doído, pesado, em Mefibosete. Eles doem e pesam em qualquer pessoa. Mas imagino, a Bíblia não relata isso, que Mefibosete, mesmo em seus piores momentos – desacreditado por todos ao seu redor, inseguro, temeroso, assustado – não perdeu a fé em Deus. Penso, indo além do texto bíblico, que o filho de Jônatas, que trazia em si a essência de um príncipe, tinha a certeza de que o seu lugar não era no esquecimento, que Deus o havia criado para ser cabeça e não cauda. Quantas vezes será que Mefibosete clamou ao Senhor para que o tirasse daquela situação? Quantas vezes será que o príncipe, agora pobre e aleijado, chorou e temeu jamais ser atendido? Quantas vezes será que ele pensou em desistir de sair de um lugar de esquecimento? Essas situações devem ter ocorrido inúmeras vezes, ano após ano. Mas Mefibosete não deve ter parado de clamar a Deus, de chorar aos pés do Senhor e, principalmente, não deve ter desistido de ver sua vida mudada. E no tempo de Deus, o Senhor fez além das petições de Mefibosete, que penso eu, jamais podia imaginar a restituição que o rei faria em sua vida. Deus vai além das nossas orações! Quanto maior a luta, maior é a vitória! Não desista de clamar, porque o rei irá te tirar de Lo-Debar!

*Foto: Facebook Imagens Perfeitas

Posts em destaque
Postagens Recentes
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon

© 2017 by Eliana Teixeira. Proudly created with Wix.com